sábado, 25 de julho de 2009

um outro eclipse


Haviam tantas canções que eu gostava de postar... Mas são todas novas, ainda sem clips...

Assim, vai esta antiga sobre um certo estado de alma:

Metade do tempo em que eu repouso em desordem
eu penso num sonho que eu nunca tive...
Então eu desperto. E por momentos
eu chamo o teu nome na casa do Colin...
Mas os bebés resignam-se de uma maneira própria...
Ah, eu podia recriar um pouco
desse maravilhoso desespero que eu sintia,
mas ao acordar eu volto-me para a parede...

O carro chega e leva-me novamente
deslizando por entre aviões imaginários,
homens em combate a bordo de uma jangada
e um veleiro encalhado.
Nestes momentos a confiança é preciosa...
Mas cada personagem
pilha o meu lar
e leva tudo o que é meu.

Não, eu não tenho a certeza sobre
estas coisas que me inquietam
Oh não, eu não tenho certeza, já não tenho a certeza...



Half the time as I sit in disarray
I am thinking of a dream I never had
Then I awake, and for a while
I call your name in Colin’s house
But tiny children have a way of falling down
Oh, I could make a meal
Of that wonderful despair I feel
But waking up I turn and face the wall

The car arrives and takes me back again
Drifting through imaginary planes
And fighting men aboard a raft
A sailing ship has run aground
And confidence is valued in these days
But each character
Is plundering my home
And taking everything that is my own

Oh no, I’m not sure about
Those things that I care about
Oh no, I’m not sure, not any more...
video

variante deste post